Tag Archives: lisboa

Agora só falta dizer que a Red Bull é centralista…

Photo by LoboAlpha

“No próximo ano vamos ter corrida em Nova Iorque, no Rio de Janeiro, em Marselha e, pela primeira vez, numa cidade africana. A Red Bull queria manter uma etapa em Portugal, mas, dada a repercussão da polémica, é possível que venhamos a optar por uma cidade espanhola.”

via Público – Polémica sobre local põe em risco a Red Bull Air Race em Portugal.

Imagino que não deve faltar muito até que venham as vozes do costume, desta vez a acusar a Red Bull de ser centralista, sulista e elitista. As mesmas pessoas que em tudo, mesmo em questões técnicas ou económicas, conseguem descobrir a mão escondida do Terreiro do Paço a privar o Norte, ou o Porto (que tanto gosta de falar em nome de todo o Norte), da glória que lhe é devida…

Advertisements
Tagged , , , , , ,

A Super ainda é super?…

Quem anda na casa dos trinta, morava na zona de Lisboa nos anos 90 e fã de rock de certeza que ouvia, ou pelo menos conhecia, a Super FM, a rádio de referência para muita gente da minha geração. No meu círculo de amigos quase que havia um culto em torno dela, muito à custa de programas como o Feedback (um programa com o espírito de rádio-pirata todas as noites de sexta para sábado) e a ouvir bandas como Ramp ou Moonspell. Sempre teve uma existência atribulada, começou como rádio pirata: a Rádio 98 (altura em que comecei a ouvir) que entretanto cresceu, acabou por volta de 1994, ressuscitou um ano depois e voltou a acabar, aparentemente pela última, vez em 1998.

Aparentemente porque, vindo do nada, há pouco mais de uma semana a rádio renasceu das cinzas. Mas renasceu das cinzas onze anos depois de ter terminado, e onze anos é muito tempo… Falando por mim, em onze anos mudei bastante, e dizer que os meus gostos musicais estão melhores é ser pretensioso e exagerado, mas pelo menos tornaram-me mais abrangentes; mas lá está, isso não é problema da rádio. Ainda assim tinha curiosidade como iria ser a nova Super FM: se uma nova rádio com o mesmo espírito rock mas que se actualizou e adaptou aos dias de hoje, ou uma rádio que se esqueceu que passaram os tais onze anos para começar exactamente onde tinha acabado? A segunda opção é claramente a mais fácil, pegar num modelo que se conhece e continuá-lo, mas preferiria muito mais a segunda (não sou dado a saudosismos) e quem leia o lema na sua página no Facebook até pode pensar que não há razão para preocupação:

Ser uma rádio diferente, inovadora e com espírito…

Mas após ouvir alguns dias começo a pensar o contrário,de inovação há muito pouco, demasiada música antiga, diria que quase exclusivamente a mesma playlist de há onze anos…

Não tenho nada contra os Alcoolémia, nunca fui fã mas eram uma banda simpática da altura, mas passar esta música nos dias de hoje já soa muito a revivalismo, mas duas vezes no mesmo dia é cheirar a mofo! Há coisas que quando voltam para o baú devem sair ocasionalmente, para recordar um bocadinho e depois guardar, e não estar sempre a revisitar o passado. Alcoolemia, como muitas outras bandas, é uma delas, porque há coisas que têm o seu tempo, a sua época, e essa época já passou, há onze anos ou até mais.

Ainda é cedo, e ainda poderá mudar muita coisa, mas para já a nova Super FM está a tornar-se naquilo que mais temia: uma Rádio Nostalgia para trintões rockeiros, e como já disse, não sou muito dado a nostalgias, até porque se há coisa que adoro é querer sempre “limpar os ouvidos” com música nova. Para já até é engraçado sintonizar a rádio, mas quando passar aquela “tesão do mijo” de recordar os velhos tempos, algo que já está a começar a acontecer, tenho a impressão que a frequência vai ficar esquecida numa das últimas memórias do meu auto-rádio.

Seja como for é tirar a prova dos nove e sintonizar 104.8MHz em Lisboa ou ir a superfm.com, que tem emissão online, a par da presença em redes sociais, uma das poucas inovações desta nova encarnação da rádio.

Tagged , , ,

Victory Rose

Jónsi from Sigur Rós
Photo by José Goulão

Jónsi from Sigur Rós, live in Lisbon


This certainly was one of the highlights of this week and something I was waiting for a long time: seing Sigur Rós back in Lisbon, something that’s always worth buying tickets three months ahead (which I obviously did), even if they do come here quite often.

For two hours I was taken back to Iceland, I think I’ll need to watch Heima later today… Again.

Tagged , , , , , ,

Lisboa Streets

It’s always funny to see images of your hometown as seen by an outsider, most of the times they see a different city. Rougerouge‘s photo set is just that.

Lisboa Streets

Tagged , , , , , , ,